No caso de Várzea Alegre especificamente segundo informou a redação da site pé no chão o gerente local da EMATER  Evilasio José de Sousa a campanha em Várzea Alegre já chegou a marca dos 51,08%

Animais Vacináveis: 10.431

Animais Vacinados: 5.328

528 Criadores Faltam vacinar 5.103 animais

ENTENDA MAIS

A segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa no Ceará foi prorrogada até o próximo dia 24 de dezembro. A ampliação do prazo foi motivada pela falta de vacina nas revendas de alguns municípios, segundo o coordenador do Programa de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa da Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri), Joaquim Barros. Nesta etapa, apenas os bovinos e bubalinos com até 24 meses devem ser vacinados.

Com a prorrogação, o prazo para declaração também será estendido até o dia 10 de janeiro de 2022. A declaração pode ser feita acessando o site da Agência (www.adagri.ce.gov.br) ou no Portal do Produtor, sem a necessidade de deslocamento até o órgão. “Não havendo essa possibilidade, o criador deve se dirigir a um Núcleo Local da Adagri ou a um dos escritórios parceiros em seu município”, explica o Diretor de Inspeção e Fiscalização da Agência Amorim Sobreira. “Os escritórios da Adagri estão funcionando normalmente, das 08 horas às 17 horas, para atender quem não puder declarar a vacinação por meio eletrônico”, completa o Diretor.

São parceiros da Campanha a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC/Senar), Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece) e Secretarias de Agricultura municipais.

O coordenador Joaquim Barros, também reforça a necessidade da vacinação dentro do prazo estabelecido, para evitar que o criador fique inadimplente junto à Agência e também seja multado. “Pedimos a atenção do criador em não deixar para vacinar na última hora. A Adagri está fazendo sua parte, para que em breve não seja mais necessário a vacinação. E vocês também precisam fazer a parte de vocês, que é vacinar e declarar essa vacinação”, completa Joaquim Barros.

A Adagri vem trabalhando para que o Ceará alcance junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o status de Livre de Febre Aftosa sem Vacinação. Para isso é necessário que nas próximas campanhas o rebanho cearense seja vacinado acima de 90% por município. “Faço aqui um apelo a todos os produtores do Ceará que vacinem seu rebanho contra a Febre Aftosa. Esse status é um importante ganho para os nossos produtores que vão poder comercializar em todo o território brasileiro e fora do País. Isso aquece a economia do nosso Estado. Não deixem para a última hora”, destaca a presidente da Adagri, Vilma Freire.

Para mais esclarecimentos, acesse o site da Adagri (www.adagri.ce.gov.br) ou entre em contato através do telefone: (85) 3108-2747.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais