O Roberto Duarte do grupo “Loucos por Corrida” é um sinal de superação, homem de livro aberto preparado para enfrentar de cabeça erguida os obstáculos da vida. Assim fez quando superou o álcool, e depois passou a acreditar que seria possível vencer outros desafios da vida, foi aí que nutriu o desejo de ser um atleta.

E olha que aos 52 anos, o Roberto um agricultor acima de tudo afirma ter uma saúde de ferro, a prova disso são as mais de 100 medalhas conquistadas nas corridas de ruas. Os troféus são inúmeros decorando um cantinho do seu quarto em sua residência no sítio Boa Vista sede rural distante 9km da sede Várzea Alegre.

Porém, mesmo já sendo colecionador de todas as medalhas e troféus já conquistados, ele disse que lhe falta uma medalha, a da tão sonhada São Silvestre edição 2019. E acredite, lá está o Roberto como mostra a foto treinando em São Paulo para realizar um feito, conseguir completar o percurso em menos de 1h:20min.

Roberto Duarte é Várzea Alegre na São Silvestre, orgulho do esporte da terra mais feliz do Brasil, que ano passado foi representada pela Joana que carregou a bandeira do torrão amado.

Veja mais